terça-feira, 26 de maio de 2009

Girugämesh

12.05.2009

A decisão era clara: mesmo sem ser uma grande fã de Girugämesh (e só os conhecendo por um cover que fizeram de outra banda) sabia que teria que ir ao show que eles fizeram em Hamburg. Eu fui.

Com mais de três meses de antecedência me preparei: baixei todas as músicas, li todas as informações sobre a banda, comprei o ingresso. E o dia chegou.

Na terça feira, dia 12 de maio saí do trabalho às 17.30h. O show iniciaria às 20h, os portões abririam às 19h. O show seria no Markthalle, perto da principal estação de trem da cidade. Depois de algumas voltas perdida, vejo ao longe um grupo vestido de preto com cabelos coloridos. Ah, que dúvida. Fui até eles e vi que o show era ali.

Esperava uma fila gigante, assim como no show do Dir en grey há 3 anos. Pensei que seria a última da fila e que pegaria o pior lugar de todos. O que ví, porém, foi só uma pequena aglomeração em frente à entrada. Talvez seja realmente normal para alemães terem bandas de Jrock tocando em sua cidade – porque no show do Miyavi no Brasil tinha gente dormindo na fila há 4 dias.


Sentia o nervosismo causar um frio na barriga, enquanto olhava ao meu redor e percebia como eu parecia ser a única pessoa vestida de forma normal por ali. Jovens com camisetas de bandas, sapatos de plataforma, muito laquê no cabelo e maquiagem carregada atraíam a atenção de todos que passavam. Às 18.50 o ar estava carregado com a expectativa dos fãs que contavam os minutos até o início do show.

Quando os portões abriram era uma aglomeração de pessoas tentando chegar o mais perto possível do palco. O local tinha espaço para 1200 pessoas – e éramos no máximo 500, o que permitiu que eu não ficasse muito longe da banda.

Depois de alguns minutos de espera e o nervosismo fazendo meu estômago revirar começa a bateria a tocar forte e os membros sobem no palco. Um a um, ShuU, Nii, Яyo e o vocalista Satoshi mostram porque são tão adorados pelas fãs.

Logo após a introdução, minha música favorita – Break Down – começa a tocar e agitar todos ao meu redor. A banda dançava a pulava com entusiasmo no palco, enquanto os fãs respondiam com toda a energia que podiam.

As primeiras músicas passavam – cada uma mais intensa que a outra. ShuU e Nii trocavam de lugar no palco, enquanto Яyo sorria e participava ativamente com a bateria. Satoshi dominava o palco, cantando e gritando no microfone, dançando e agitando o público.

Os fãs procuravam cantar junto cada música – mesmo sendo em japonês. Headbanging e pulos, mãos para o alto e agitação.


A banda tentou algumas palavras em alemão (“Viel Spaß!”), outras quase indecifráveis em inglês, mas que geraram mais entusiasmo em todos nós. Eu pulava, e cantava junto sempre que sabia a letra. Não imaginava que ir a um show sozinha pudesse ser tão bom.

Satoshi então grita “Last song!” e todos aproveitam ao máximo cada momento do finalzinho do show. Quando a banda sai do palco, um grito uníssono de “Encore! Encore! Encore!” (bis) preenchia o local. Alguns minutos depois, o braço do vocalista aparece e ele faz um sinal querendo mais. Todos gritam o máximo que podem e a banda volta ao palco para a última – e na minha opinião melhor e mais emocionante – música de todas: れていく世界 (Kowareteiku Sekai)

Video em um show com qualidade decente:

Video no show em Hamburgo: (eu estava quase ao lado da pessoa que estava filmando isso, acho que é a minha voz que dá pra ouvir atrapalhando no vídeo ;) )

Eu cantava com toda a força que podia – sabia cada detalhe da música de cor. A banda agradece, atira suas garrafas de água para o público e sai do palco. Volto para casa com um sorriso que não saiu do meu rosto por um bom tempo e uma camiseta como lembrança física.

Esperava muito. E minhas expectativas foram totalmente superadas.


domingo, 24 de maio de 2009

Casamento da Hanni

01.05.2009

No feriado do dia primeiro de maio fui até a Suíça, porque uma das minhas irmãs, a Hanni, iria se casar. Ajudei a preparar a torta para a festa, ajudei a limpar tudo no dia seguinte e passeei um pouco pela Suíça.

Tina (namorada do meu irmão hospedeiro Res) era a responsável pela torta. Ela fez um curso de como preparar bolos de casamento (!)


Res dando um retoque final (na verdade só atrapalhando...)


Adji (o noivo, da Nigéria), Monika (minha mãe hospedeira), Hanni (minha irmã suíça) e Samuel (meu pai hospedeiro)

Quando era hora de voltar pra casa, dei uma passadinha em Solothurn, só pra relembrar...

E depois fui para Basel, de onde pegaria o avião para Hamburgo

E a Annegret, minha outra irmã suíça veio comigo :)

MotiWo

04 e 05.04.2009

Final de semana de motivação da Aiesec. Fomos até uma casa alugada mais no norte da Alemanha, perto de uma praia que não é praia (o mar havia recuado e nem conseguimos ver água, apesar de estarmos pisando em algas no local onde normalmente é o mar) com muitos Aiesecos, jogos, música, roll calls e claro, motivação.

Tinha muitas ideias para colocar em prática quando voltasse para a Aiesec em Novo Hamburgo, mas infelizmente recebi semana passada a notícia de que o comitê fechou. Quem sabe algum dia então...

A dança do EB (diretoria) de Hamburgo

video


O jogo de confiança



video


Preparando as bandeiras piratas para os jogos no dia seguinte

Na praia



Os jogos


E nós congelando


video


Claro que onde tem trainees do bab.la não poderia faltar kicker


Os balões que fizemos... alguns voaram :)


video





A despedida do Sina e sua coroa de Burger King


E na volta, a impressionante velocidade (sem limite) na Autobahn alemã

sexta-feira, 22 de maio de 2009

Caribbean Night

28.04.2009

Assim como tivemos a noite cultural sobre o Brasil, em abril foi a vez de termos uma sobre os países do Caribe. A noite foi conduzida pelo Alberto, da Costa Rica (ele por sinal é o irmão do atual presidente da Aiesec Internacional. Olha que chique...), pelo Oliver, da Venezuela, e pelo Tony, da República Dominicana. Tivemos direito a comida típica, informações e é claro, muita dança.








video

Hafengeburtstag

08.05.2009

Neste final de semana o Porto de Hamburgo estava de aniversário. Em frente ao nosso escritório (que é na frente do porto) foram montados vários estandes, muito parecidos com o Dom. Tinha até ma roda gigante :) Pois bem, o lugar ficou lotado durante o final de semana inteiro (a policia inclusive mandou os trens não pararem quando passassem por ali porque tinha muita gente querendo entrar)
Nós - as meninas do bab.la - fomos até lá...





Havia uma parte dos estandes que era só sobre Basel, na Suíça. Podíamos tirar fotos com um cenário de lá, então voilà!




De cima da roda gigante











video

Pic nic no Stadtpark e Hamburg Tour

25.04.2009

Em um final de semana sem muito o que fazer em Hamburgo, fomos ao Stadtpark no sábado à tarde fazer um pic nic. O local estava cheio de jovens fazendo churrasquinho, jogando bola, tocando violão. Comigo estavam Ginette (Venezuela), Radhika (India) e Mina (Irã).




No domingo, elas vieram para o meu dormitório e cozinhamos e jogamos kicker juntas.

A Mina mostrou como ela é alemã

E claro, tomamos chimarrão...



Depois, passeamos um pouco aqui pertinho de casa




No final de semana anterior haviamos feito um tour pela cidade de Hamburgo, com nossa maravilhosa alemã, amiga e Aiesecer Anna.









Vista do topo da Igreja St. Michaelis

video

E o brinquedo em que andamos quando fomos ao Dom no outro dia.. :)


video