domingo, 21 de dezembro de 2008

Berlin - Dia II


Dormimos na casa da Fabienne e no domingo de manhã fizemos a coisa mais de turista possível: passeio de ônibus pela cidade.

As fotos tiradas de dentro do ônibus não ficam muito legais, mas é válido ainda assim.

Essa é a Kaiser-Wilhelm-Gedächtnis-Kirche, a igreja que foi destruida por bombas em 1943.

Esse, o Siegessäule ou Triumphal Column.

E finalmente chegamos em um lugar que eu queria muito ver: O Muro de Berlin!!


Foi uma experiência única para mim. Caminhando por Berlin percebemos claramente a diferença entre o lado leste e o oeste, especialmente na arquitetura. E é incrível pensar que estudei tanto essa história de Guerra Fria, de queda do muro na aula de história e de repente estava lá, no lugar onde tudo isso aconteceu.


Esse é o Yang, segurando um cartão postal com um pedacinho do muro que ele comprou.

Eu posando feliz :) Eu estava realmente muito emocionada de estar lá.

Depois fomos buscar a Paulina na estação de trem e fomos visitar um outro monumento aos judeus. Eu não consigo lembrar o nome desse, mas assim como o museu que vimos no outro dia, tinha o princípio de "interprete você mesmo".

Muitas colunas de concreto de tamanhos diferentes sobre um chão que não era reto: nos sentimos meio tontos e sem rumo no meio de tudo aquilo. O chão era mais alto em algumas partes, inclinado para o lado... É um vazio mas que contém muito significado.


E um vídeo do Yang (que por sinal é formado em jornalismo e mídia e trabalhava com TV lá na China) explicando um pouco sobre o local... em chinês.




Fomos então conhecer o Reichstag - o parlamento alemão. Na frente do belo prédio está escrito Dem Deutschen Volke - Do povo alemão.

Depois de muito tempo na fila e congelando no frio, entramos. Não podíamos tirar fotos lá dentro, mas o local era muito bonito. Tinha um prédio todo envidraçado em que subíamos em uma rampa em forma de caracol e tinhamos uma vista de Berlin.

Partimos então para o nosso último local de visita: Museuminsel, a ilha dos Museus. Não entramos em nenhum, mas eles por fora já eram muito bonitos.


Tomamos então um café para aliviar o frio e voltamos para Hamburgo. Foi uma viagem intensa e uma experiência que agregou muito.

Um comentário:

fernanda disse...

É uma aula este blog. Parabéns. Escreves muito bem.Me falaram sobre teu blog e entrei de curiosa. Adorei. Fernanda